Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Disco Plano

23
Abr18

O que traz o verão? Wolf Alice!

O Capitão Fantástico

Esta banda conheço desde o seu início e como é óbvio, se ainda ouço hoje, é porque realmente gosto do que fazem, tornando-se também óbvio que gostava muito de os ver ao vivo, gosto mais do primeiro disco que lançaram do que do segundo, contudo o segundo conta muitas histórias com as quais me identifico, como por exemplo "Don't Delete The Kisses": "I look at your picture and I smile, how awful's that? I'm like a teenage girl, I might as well write all over my notebook - that you 'rock my world!" - Não há como não querer cantar esta canção de tão "minha" parecer, aliás, se bem me lembro a última vez que escrevi o nome de uma rapariga vezes sem conta num caderno e estava assim tão apaixonado, foi no início do ano letivo 2010/11, ano em que estava no 9º ano, portanto, esta canção leva-me bem atrás na minha cronologia do amor. 

 

Sem esquecer que os Wolf Alice são muito bons ao vivo e é isso que, principalmente, faz com que eu gostasse muito de poder vê-los ao vivo, mas não devo ver, pelo menos por agora. 

 

Deixo-vos isto: 

 

12
Fev18

Disco que é pleno! #10

O Capitão Fantástico

1200x630bb.jpg

 

Em 2015 conheci uma banda genial em Wolf Alice, primeiro ouvi-os graças a um vídeo colocado no Youtube pela rádio KEXP de Seattle, depois viciei-me em "Bros", depois em "Your Loves Whore, depois em "You're a Germ", depois ao correr para não perder o comboio, viciei-me em "Lisbon" e acho que já entenderam, viciei-me neste álbum. Da parte da NME receberam um 09/10, a Pitchfork (hipster magazine rules the world, not) deu 7.4/10... No Metacritic este álbum regista o score de 78/100... Para mim é mais que números, é a mestria de quem está por trás da bateria, a beleza de quem canta, cantando de forma tão singular que chega a ser convidada pelos Alt-J para cantar no último álbum deles... E para completar, até a guitarra e o baixo de Wolf Alice são igualmente desafiantes, tanto quanto as coreografias ensaiadas entre membros da banda enquanto tocam ao vivo chamam à atenção. Esta para mim é das poucas bandas que temos a fazer aquilo que chamamos de R-O-C-K, infelizmente por um lado, felizmente por outro, significa que ainda temos bandas que o façam, neste álbum que foi o seu primeiro disseram: "nós somos os Wolf Alice e viemos para ficar", já vão num segundo álbum e eu convido-vos a espreitar o que eles fazem, são geniais, prometo! E não vos deixo ficar mal, o último álbum deles foi considerado por muitos um dos melhores do ano 2017, já é uma prova.

10/10

15
Jan18

Spotify's Last Week

O Capitão Fantástico

Como é bom estar de volta, hoje é segunda-feira e tudo começa numa semana que vem cheia de coisas boas aqui no Disco Plano, até porque como sabem, no dia 12 de janeiro já tínhamos anunciado que íamos conseguir entrevistar a Mathilda, participante da 23ª edição do Festival Termómetro, festival que tem a minha idade... Eu sei. 

 

E para além disso, a partir de ontem começamos a ter a participação de Márcio Martins aqui no blog, é meu irmão mais velho, usará o pseudónimo "Kitamura" como o próprio referiu e irá trazer-vos bom material, acreditem. Este acontecimento justifica eu ter escrito na 4ª pessoa no 1º paragráfo e não na 1ª pessoa como sempre costumava fazer... A partir de agora "nós" somos o Disco Plano e eu deixei de estar sozinho. E quem faz parte deste grupo não são só duas pessoas, portanto o meu irmão não é o único novo membro. A nossa querida Web Designer chama-se Marta Saraiva e já fez o trabalho bonito que é o nosso novo logótipo, se quiserem podem também ver o instagram dela, onde usa o pseudónimo "annehail", para isso cliquem aqui, temos também na equipa um Assessor de Imprensa de nome Alexandre Batista, foi ele que conseguiu a entrevista com a Mathilda e a Ana Queirós fecha a equipa como Fotógrafa, tendo já fotografado a entrevista também, que eu prometo que deixará de haver suspense quanto à mesma a partir de hoje por volta da hora do chá, para quem não gosta de chá (como eu), hoje a partir das 17:00 vai sair a entrevista que tive a oportunidade de fazer, com o apoio do Alex e da Ana.  

 

Por agora somos cinco pessoas, o blog está em crescimento nesse aspeto, mas não só, também está em crescimento no sentido de poder mostrar cada vez mais e melhor conteúdo musical, com um foco especial no que é português. 

 

Falando agora sobre o que importa neste post específico, na semana de 8 a 14 de janeiro, ouvi muita coisa, especialmente Mathilda, aliás, se não fosse por o last.fm só contar as músicas que tocam através do meu Spotify, possívelmente Mathilda seria a artista mais tocada da semana que passou... Não foi, pelo menos segundo o last.fm, e quem foi? Vejam por vocês: 

SLW 0801 a 1401.png

Ed Sheeran, não é novidade... Camila Cabello, bem lançou o seu primeiro álbum, ouvi, até gostei, mas não passa de um 6/10, pelo menos para mim... Wolf Alice é uma das melhores bandas inglesas do momento, até conseguiu ter o 2º melhor álbum do ano de 2017 para a "NME". Golden Slumbers surge simplesmente porque são sensacionais, duas irmãs, duas vozes, uma hamornia quase perfeita e para fechar temos Gorillaz, para quem não sabe, gosto deles já há 13 anos e não passo um mês sem os ouvir, só não surgem sempre em tão boa posição. 

 

Até já! 

Próximos espetáculos que vamos ver:

Sem datas até ao momento...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D