Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Disco Plano

19
Jan18

First Aid Kit lançam Ruins!

O Capitão Fantástico

dnhil7gvqaakaz9.jpg

 

Hoje quero falar-vos do acontecimento do dia, sim, aconteça o que acontecer, este é o melhor momento musical do dia, fico feliz por saber que este disco foi lançado, mal ouvi o disco anterior, já sabia que ia ser complicado esperar por um novo, mas felizmente, chegou, continuem a ler, continuem e vão saber o que acho deste disco, um típico "track by track". 

 

1. Rebel Heart - A melodia não é o ponto alto desta canção, a mesma começa com uma guitarra que chama a atenção e progressivamente vão chegando os outros instrumentos, a percussão instala-se e faz a diferença, se ouvirmos muitas vezes vamos repetir "is it all because of my rebel heart?" outras tantas, isto sem dúvida, para o começo de um disco, não peço mais. Vem o uníssono, as três batidas de baquetas e a bateria preenche-se com um shaker subtil, aqui já a música está no seu ponto mais alto e sabemos que este novo disco das irmãs suecas tem muito para oferecer, mesmo que esta música não tivesse instrumentos de sopro e um arranjo muito "bonito". 

 

2. It's a Shame - É provavelmente a minha canção favorita até ao momento... A bateria parece cavalgar, as vozes alinham-se na perfeição e a pandeireta ouve-se de forma também subtil, tal como o shaker da primeira canção. O que mais gosto nesta canção é o som peculiar de todos os instrumentos, a forma como se encaixam e depois o culminar da melodia desafiante, "it's a shame" não gostar desta canção. 

 

3. Fireworks - Esta faz com que a "It's a Shame" seja só provavelmente a minha favorita, porque o bombo a ritmar tudo o que acontece na canção faz-me ficar de ouvidos colados a esta faixa tão boa que é, os back vocals fazem-se ouvir, a percussão entra, a Johanna canta e canta bem e é nela que foco a minha atenção, aliás, eu admito, prefiro a Johanna à Klara, mas as duas juntas é o melhor, e é aí que com "why do I do this to myself, every time? I know the way it ends" ficamos nós a pensar, é ser humano ser-se assim, errar e voltar a errar, talvez seja por isso que gosto muito desta canção, dá para me identificar, é "bonita", os arranjos que a suportam são "bonitos" e tudo é tão "bonito" nesta 3ª faixa. 

 

4. Postcard - Gosto do tema, gosto do piano que me faz dançar até sentado, nesta canção a voz de Klara é a que encaixa melhor, esta é claramente uma canção Country, o refrão faz-me imaginar um mundo de caubóis e donzelas em perigo, a melodia que se ouve no plano de fundo é excelente. Por outro lado esta música não é portadora de uma melodia viciante, mas não fica atrás das 3 canções que ouvi até aqui, é uma boa canção, fica no ouvido e percebe-se a sua posição neste disco, percebe-se a sua presença neste disco. 

 

5. To Live a Life - É a canção que mais ouvi até agora, adoro a letra, faz muito sentido para mim, até porque o momento que vivo neste momento teve uma história anterior que parece contada nesta canção. A guitarra é simples, parece que estou a ouvir Elliot Smith, mas as melodias não são as mesmas, a canção toca-me de uma forma diferente, isto é First Aid Kit e não vou fazer comparações, gosto desta canção, gosto mesmo, a letra faz sentido, pode-se dizer que é a balada das baladas neste disco. "I know now that for my own sake I cannot stay" e de repente entra a melodia do disco ao minuto: 2:29, este é o momento mais "bonito" de um álbum em cinco músicas já tão bonito, termina e é de pedir por mais. 

 

6. My Wild Sweet Love - A forma como se prolonga a palavra wild, a forma como esta canção ameaça "explodir" inúmeras vezes, mas mantém-se fiel ao seu ritmo, a letra é bonita, as vozes são as mesmas, únicas. Realmente o melhor está na prolongação da palavra wild e nos arranjos de cordas, estes arranjos especiais foram uma aposta para este disco e assentam muito bem. 

 

7. Distant Star - Falando em prolongações, falando em boas letras... A bateria é forte, a guitarra está lá, esta é uma canção tipicamente First Aid Kit e não há muito que se lhe diga, é daquelas em que o pouco que seja que se fez, está muito bom, em todos os sentidos, ao fim de sete canções achamos que não há mais espaço para erros e não há realmente. 

 

8. Ruins - É a canção que dá título ao disco, carrega em si um peso especial e por ser especial, falemos da letra: parece-me que se trata de uma história acabada, um capítulo fechado e que terminou em ruínas, se assim foi e se for uma letra verídica, então só me resta ficar contente, porque esta canção é simples, mas é uma canção simples que se faz de grande, não só por dar nome ao disco, mas porque de uma história que terminou "mal", pelo menos pelo que se ouve da letra, fez-se uma canção perfeita no pouco que tem para oferecer, é uma daquelas canções desta dupla que não chama muita atenção para si, mas o quanto faz, faz bem. 

 

9. Hem of Her Dress - Ainda não me cansei de escrever, mas para dizer tudo em poucas palavras digo só isto, esta canção tem o melhor em termos de voz, é a que mais gosto de ouvir nesse sentido, as irmãs realmente deram o seu melhor. E não pensem que não escrevo mais por não ter sobre o que escrever, porque eu até poderia falar de tudo o resto, da guitarra, do ukulele, da quase ausente percussão, do coro final, de tudo, mas basta o que escrevi.

 

10. Nothing Has to Be True -  Os back vocals, uma guitarra simples, a distorção de outra por trás, a simplicidade de uma canção romântica, o peso da bateria, e a explosão premeditada... "Nothing has to be true" desde que tenha First Aid Kit como banda sonora. 

 

E foi isto, este disco é muito bom, arrisco-me até a dizer que poderá ser o meu novo disco favorito das First Aid Kit, mas para vou ouvir mais algumas vez e talvez consiga tirar uma conclusão final, oiçam também. 

 

Próximos espetáculos que vamos ver:

Ben Howard - Coliseu dos Recreios a 27/05/2018

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D